Av. Nossa Senhora das Dores

Av. Nossa Senhora das Dores

Foto: APK
FADISMA

FADISMA

Foto: APK
Vista do Ed. Taperinha

Vista do Ed. Taperinha

Foto: APK
Estação Férrea de Santa Maria

Estação Férrea de Santa Maria

Foto: APK
Paróquia Nossa Senhora das Dores

Paróquia Nossa Senhora das Dores

Foto: APK
Centro Marista de Eventos

Centro Marista de Eventos

Foto: APK
Av. Rio Branco

Av. Rio Branco

Foto: APK
Rua Marechal Floriano Peixoto

Rua Marechal Floriano Peixoto

Foto: APK

Eixo de Educação do NEW promove campanha e enquete entre internautas

Publicado em 17/11/2015 por Gestor de Conteúdo. Categoria: NEW.

2350_capa_facebook_redes_acesso_a_educacao_fadisma_15-01O conhecimento inicial acerca da relação entre a Educação e a Redução da Maioridade Penal é um dos objetivos de iniciação científica

O pano de fundo

Os estudantes Ariel Arigony, Andyara Freitas, Larissa Batista, Victor Mocelini e Thayana Ziegler, gestionados pelos professores Andrewes Koltermann e Liana Merladete, são membros da segunda turma do Núcleo de Estudos em Webcidadania (edição 2015) e como todos os demais eixos do Núcleo, receberam a missão, no início do ano letivo, de abraçar um desafio da plataforma Nossa Santa Maria – que dá base o projeto que leva o mesmo nome e, organizado hoje pelo NEW, visa, primeiramente, disponibilizar uma ferramenta de participação cidadã aos munícipes da cidade, possibilitando a inserção e publicação de desafios locais de forma georreferenciada.

Diante da bateria de postagens do cidadão local em categorias diversas, a expressão ”falta” é latente. Cenário e panorama nacional convergem, igualmente, para o debate em torno da falta de atenção e/ou recurso suficiente para as mais diversas searas, como já destacamos em outros projetos que têm o NEW em seu cerne.

No que concerne à categoria Educação, assim como a primeira turma do Núcleo, o eixo de tema correspondente e de turma vigente, corrobora com o apontado no ano letivo passado: parece haver consenso em torno da ideia de que a Educação deve ser tratada como uma prioridade por nossos governantes. Contudo, a realidade demonstra que a educação escolar de qualidade ainda é um sonho distante, sobretudo para os setores mais vulneráveis de nossa sociedade.

Poucos sabem quais as implicações práticas da enunciação, em nossa Constituição, do direito à educação como um direito fundamental de natureza social e, consequentemente, o que pode ser exigido do Estado para a sua satisfação. Quem são os titulares desse direito? Ele pode ser exigido coletivamente? Abrange apenas uma vaga no ensino fundamental ou o direito à realização de uma política pública? Há mecanismos jurídicos que podem ser acionados em caso de sua oferta irregular ou insuficiente?

 

O desafio

O desafio do grupo foi bem além de produzir cientificamente sobre o tema, compreendendo e delineando o regime jurídico de proteção do direito à educação como um direito fundamental de natureza social, buscando, com isso, contribuir para a ampliação das possibilidades concretas de sua realização.

Eles escolheram uma área já georreferenciada na plataforma, delimitando o seu desafio. E optaram pela Nova Santa Marta. Isso pela consciência de que, na comunidade, as diferenças são latentes. Elas estão inseridas em um contexto social que tem origem na formação e no histórico do bairro: uma ocupação em dezembro de 1991, que hoje tem mais de 26 mil moradores e é uma das maiores ocupações urbanas da América Latina. Local esse que os estudantes gostariam que outros o descobrissem verdadeiramente notando que o acolhimento é necessário às famílias – infraestrutura, projetos de inclusão e assistência social. Mas que eles não são suficientes.

Para esse local, dos mais violentos da cidade, onde ocorreram 10 dos 50 assassinatos do ano passado em Santa Maria, os alunos da FADISMA querem que
os cerca de 900 alunos de lá não sejam captados pela criminalidade e se tornem adultos capazes de enfrentar a difícil realidade em que vivem.

E foi por esse motivo que acolheram um turma, de sétimo ano, traçando, executando e vencendo os obstáculos de um trabalho focado na motivação, no entretenimento mas, sobretudo, no aprendizado. Eles trabalham nos últimos meses com a disciplina de Protagonismo Social, linkando o Direito à informação aos déficits curriculares em português e matemática (fotos aqui), rendendo resultado, emoção e, especialmente, espírito em equipe e desejo de lutar individual e coletivamente pela Educação.

A enquete:

Agora, com o apoio temático/metodológico do coordenador do Núcleo de Segurança Cidadã, professor Eduardo Pazinato, e socióloga associada, Aline Kerber, eles desejam confrontar a opinião do internauta santamariense acerca do papel da educação x redução da maioridade penal com a da comunidade em questão para produção de artigo no próximo semestre.

A sua opinião sobre a Educação no nosso país, em especial no que concerne a sua relação com infrações praticadas por menores de idade é fundamental para eles. Os estudantes contam com a sua colaboração. Bastarão poucos minutos preenchendo esse questionário virtual  e você vai auxiliar para que a rotina estudantil do grupo traga ainda mais conhecimento e motivação em prol da transformação no cenário vulnerável à violência.

 

Mais:

Você ainda pode repercutir as peças da campanha web do grupo e/ou personalizar suas redes, clicando logo abaixo.

Personalize e divulgue as peças da campanha do Eixo Educação do NEW, em parceria com o NUSEC.